O que é um cabo Ethernet? Como você escolhe o melhor cabo para se conectar à Internet de alta velocidade?

Se você está familiarizado com o uso da tecnologia, especialmente a Internet, você provavelmente já ouviu falar de “cabo Ethernet”. Com o advento das conexões de alta velocidade proporcionadas pela fibra ótica, os usuários começaram a atualizar as redes em suas casas.

Esta melhoria inclui a mudança do roteador para aumentar a velocidade e a cobertura. Mas, geralmente as pessoas deixam de lado outro elemento muito importante, que é a substituição do cabeamento de rede. É aqui que entra em jogo o uso do cabo Ethernet.

Nem todos os cabos de rede oferecem o mesmo desempenho, nem obtêm o máximo dos roteadores, por isso é realmente importante considerá-los quando você quiser melhorar sua conexão, trocando todos os seus equipamentos. Neste post, vamos explicar o que é um cabo Ethernet, suas características e outros detalhes.

O que é um cabo Ethernet e para que ele é usado em computação?

É um cabo de rede usado especialmente para interconectar todos os dispositivos que compõem uma LAN. Dentro deles está o dispositivo mais comum que é o roteador, mas você também pode conectar impressoras, drives externos, switches, scanners e computadores.

Seu trabalho é transportar os dados em trânsito em uma rede de um dispositivo para outro. A Ethernet é a mais utilizada para instalações padrão chamadas “crossover” e são muito eficazes porque evitam interferências e podem ser utilizadas em longas distâncias.

Existem diferentes classificações de cabos Ethernet e cada uma tem uma função específica. Se você tirar proveito do cabo certo para sua rede local, você certamente pode atingir velocidades incríveis de transmissão de dados e até encurtar os tempos de espera quando copia arquivos ou filmes de um disco NAS para um computador.

Quais são as características e partes de um cabo Ethernet?

Ethernets têm tido muito sucesso no mundo da tecnologia porque são fáceis de manter, confiáveis e muito simples de instalar. Além disso, há algumas características muito interessantes que os fazem sobressair da concorrência. Estes são:

  • Eles oferecem estabilidade na conexão, pois não sofrem interferência.
  • Proporcionam controle e segurança àqueles que os utilizam.
  • Tem a flexibilidade de transferir dados até 100 metros.
  • Existem diferentes categorias para funções específicas.
  • Eles permitem uma taxa de transferência de até 40.000 Mbps em cabos CAT 8.

Por outro lado, deve-se ter em mente que a qualidade do cabo é determinada por alguns fatores importantes, sendo um dos principais deles a blindagem. Entende-se por cabo blindado aquele cabo elétrico que é coberto por uma camada condutora comum.

O objetivo disto é evitar que ruídos, interferências e outros fatores interfiram no seu funcionamento. Cada cabo inclui as letras “TP” (Twisted Pairs). Esta terminologia refere-se à forma como as linhas dentro do cabo se torcem juntas. Os pares torcidos são um padrão da indústria há anos, e só são inferiores aos cabos de fibra óptica em termos de comprimento máximo e velocidade.

Consequentemente, existem principalmente cabos UTP, STP e FTP:

  • UTP (Unshielded Twisted Pair): Os cabos designados para UTP não possuem trançado ou blindagem de alumínio, tornando o cabo mais barato de produzir e mais flexível. Entretanto, isto sacrificará a qualidade do sinal e aumentará a vulnerabilidade à interferência.
  • STP (Shielded Twisted Pairs): Cabos com designações STP ou SSTP são protegidos com blindagem torcida, que geralmente é feita de cobre ou outro polímero condutivo. A blindagem reduz interferências e melhora a qualidade da conexão.
  • FTP (Foiled Twisted Pairs): Cabos com designação FTP ou SFTP são protegidos com blindagem de lâmina, o que ajuda a reduzir interferências e melhorar a qualidade da conexão.

Cada um dos pontos acima se refere apenas à composição interna do cabo. Entretanto, para conhecer o tipo de Ethernet que estamos procurando, ele é feito através de sua categoria, que é indicada com o termo “CAT”.

Que tipos de cabos de rede Ethernet existem e como eles influenciam a taxa de transferência de dados?

À primeira vista, pode parecer que todos os fios são iguais. No entanto, este não é o caso. Existem 7 categorias disponíveis no mercado e cada uma tem uma função específica em termos de velocidade de transmissão e frequência de transmissão.

Para descobrir qual categoria é, basta olhar para ela até obter o “CAT” ao qual pertence, que é gravado ao longo do cabo Ethernet. Aqui estão as diferentes categorias com suas velocidades de transferência e frequências de transmissão:

  • CAT 5: 100 Mbps de velocidade e 100 MHz de freqüência
  • CAT 5E: velocidade de 1.000 Mbps (1 gigabit) e freqüência de 100 MHz
  • CAT 6: velocidade de 1.000 Mbps (1 gigabit) e freqüência de 250 MHz.
  • CAT 6A: 10.000 Mbps (10 gigabits) de velocidade e frequência de 500 MHz.
  • CAT 7: 10.000 Mbps (10 gigabits) de velocidade e 600 MHz de freqüência.
  • CAT 7A: 10.000 Mbps (10 gigabits) de velocidade e freqüência de 1.000 MHz
  • CAT 8: 40.000 Mbps (40 gigabits) de velocidade e freqüência de 2.000 MHz.

De todas estas categorias, a mais utilizada para uso doméstico é a CAT 5E. Este é um tipo de cabo que normalmente acompanha extensores de rede, roteadores, entre outros.

O uso deste cabo é suficiente nas instalações domésticas, pois as operadoras não possuem mais de 600 Mbps de velocidade de Internet em casa, portanto, o uso do Ethernet CAT 5E pode tirar o máximo proveito do serviço.

Cada vez mais, entretanto, os cabos Ethernet CAT 6 estão sendo escolhidos para instalações domésticas a fim de melhorar ainda mais a qualidade da transmissão de dados.

Nos casos em que redes mais avançadas estão disponíveis, com vários dispositivos de rede gigabit, pode ser necessário optar por categorias superiores, como CAT 6A ou CAT 7. Assim, o cabo suporta maior transmissão de dados de vários dispositivos, tais como um computador e um NAS simultaneamente.

O que devemos considerar ao escolher um cabo para uma conexão Ethernet?

A primeira coisa que você deve ter em mente ao escolher um cabo para uma conexão Ethernet é para o que você estará usando-o. Por exemplo, se você precisar dele para uso doméstico, já explicamos que os cabos mais recomendados são os CAT 5E ou 6, e eles normalmente estão incluídos quando você compra um roteador.

Se por outro lado você precisa ter um suporte maior na transmissão de dados de vários dispositivos, então é melhor inclinar-se para o uso de cabos com categorias mais altas, como CAT 6A ou 7. Em resumo, há certos pontos que o ajudarão a escolher o cabo que funciona melhor para você. Estes são:

  • Verifique sua conexão de Internet: se sua conexão é de 1 Gb, um cabo Ethernet antigo não vai ajudá-lo a obter o máximo de seu plano. Mas se sua conexão for mais lenta, uma categoria 5E ou 6 vai funcionar bem.
  • Tenha em mente a velocidade que você precisa: muitos usuários não consideram este ponto, mas ele é realmente importante. Se você mover arquivos grandes entre vários dispositivos, um bom cabo Ethernet pode fazer a diferença.
  • Estude seu roteador: alguns roteadores suportam apenas um cabo Ethernet de até 100 megabits por segundo, portanto qualquer cabo abaixo do CAT 5 não funcionará bem para você.

This post is also available in: English (Inglês)

Deixe um comentário